Pássaro Feliz

Esteja em paz, seja feliz e sobretudo... voe!

Textos


Tempo de Luz

 
Dia de Reis... um tempo mágico que faz a gente sonhar, imaginando o caminho que eles percorreram, numa viagem difícil, cansativa, sabe-se lá de quanto tempo, mas cheia de esperança de encontrar não sabiam o que, nem onde.
Saiu cada um de sua terra distante, chamados por uma luz maravilhosa, que eles que se dedicavam à astronomia, sabiam que ela queria lhes dizer alguma coisa muito especial. A estrela foi levando os três pelos caminhos do mundo e brilhou muito, até que se acercasse de Jerusalém, onde não poderia brilhar mais, talvez ofuscada pelo maléfico tom de cinza que emanava da tosca figura de Herodes, que se intitulava rei do mundo.
Lá nesse lugar, eles já sabiam que nascera um Rei verdadeiro, que mudaria o destino da humanidade e foram perguntar, sem muito conseguir, mas avisados em sonhos que não se manifestassem, distanciaram-se da cidade e logo perceberam que a luz acenava de longe, mostrando o caminho novamente. Então a estrela parou e lhes mostrou o que procuravam.
Estavam então em Belém e encontraram em uma estrebaria, uma linda Família, com um bebê deitado numa manjedoura. Entenderam tudo e se prostraram diante dele e o adoraram. Até aqui foi relatado como sempre soubemos...
Teriam eles realmente existido?
Citados apenas no evangelho de Mateus, sem maiores detalhes... Será?
Para nós, os cristãos que temos fé, fica a certeza de que existiram sim. Se não como seres humanos, podem ter sido criados pela iniciativa Divina para que representassem valores muito importantes para a humanidade, como:
A humildade, pois com toda a sua riqueza eles se curvaram diante de um menino pobre numa estrebaria.
A fé verdadeira, pois saíram de suas terras distantes acreditando que aquela estrela que brilhou lhes mostraria os caminhos de Deus. Foi pura fé.
O coração desarmado, pois foram ter com o maior inimigo declarado de Deus, aqui na terra e saíram ilesos.
A generosidade, pois levaram como presente o ouro que só se ofertava a reis, porque o ouro representa a nobreza pura.
Incenso, que só se ofertava a sacerdotes e representava a fé.
Mirra, que só se ofertava a profetas, tinha um perfume suave e representava o sacrifício e essa mesma mirra foi usada no corpo do Crucificado, anos mais tarde.
Esse Crucificado que é o Rei da humanidade, o primeiro Sacerdote que o mundo conheceu e o maior Profeta de todos os tempos.
Sobre os três :
Gaspar – rei da Índia, de cor amarela.
Melchior – rei da Pérsia, de cor branca.
Baltazar – rei da Arábia, de cor negra.
Vieram ao mundo para representar a unidade, a igualdade e a amizade de todos os povos, de todas as raças da Terra e trilhando um caminho cheio de percalços, sustos, ameaças e incertezas, como também de sonho, magia, luz, fé, esperança e caridade.
No século III, receberam o título de Reis Magos e então se cumpria  a profecia de que reis se prostrariam diante do Menino Deus.
 
Celeste Aída – 06/01/15
 
Pássaro Feliz
Enviado por Pássaro Feliz em 08/01/2015
Alterado em 08/01/2015
Copyright © 2015. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras